LAB_ARTES PERFORMATIVAS

Teatro, Canto e Dança

Lab_Artes Performativas é um curso que contempla o Teatro, Canto e Dança para crianças e jovens. A nossa programação é direcionada a todos os que pretendam desenvolver as suas competências artísticas num ambiente lúdico e acolhedor. Os nossos professores são profissionais que desenvolvem a sua atividade trabalhando nas mais diversas áreas artísticas e que partilham com rigor técnicas, experiências e conhecimento.

Diferenciamo-nos pela oferta da disciplina de Laboratório Criativo, sempre com professores convidados ao longo do ano e onde os alunos/as podem experienciar outras áreas artísticas, complementares ao Teatro, Canto e Dança.

No final do ano letivo será  organizado um espectáculo com todos para ser apresentado à comunidade.

 

CURSO

GRUPOS E HORÁRIOS

As nossas aulas estão divididas em três grupos de diferentes faixas etárias que vão dos 4 aos 16 anos.

 

APRESENTAÇÃO

Este projeto nasce da vontade de criar um curso artístico com uma abordagem diferenciada. Apresenta-se como um espaço de criação artística onde se fundem três áreas fundamentais, o teatro, a dança e o canto, que serão a base de uma formação artística pluridisciplinar assente na experimentação de processos criativos direccionados para a construção cénica (realização de espectáculos). Queremos também incentivar neste curso o processo criativo, duma forma lúdica e laboratorial, e que nos permita desenvolver o potencial de cada aluno e do grupo.

A nossa programação é direcionada a todos os que procuram exercitar e desenvolver seu potencial criativo. Cada aluno pode beneficiar, de alguma forma, do LAB_ Artes Performativas. Podem juntar-se a nós porque gostariam de construir uma base sólida, para dar os primeiros passos num eventual percurso profissional ou para desbloquear os seus talentos, superar a sua timidez, aumentar a sua confiança ou alargar as suas componentes sociais. Queremos transmitir toda a alegria que as artes performativas possuem, aliadas aos benefícios que as crianças e jovens podem retirar destas aprendizagens.

Os nossos professores são profissionais que desenvolvem a sua atividade trabalhando nas mais diversas áreas artísticas e que partilham com rigor técnicas, experiências e conhecimento.

Para além do Teatro, da Dança e do Canto, temos como oferta suplementar uma disciplina que denominamos de Laboratório Criativo, sempre com professores convidados ao longo do ano e onde os alunos/as podem experienciar outras áreas artísticas complementares tais como Vídeo e Novas Tecnologias, Percussão, Hip-Hop, Dança Jazz, Máscara e Clown, Cenografia, Figurinos, Escrita, Improvisação, etc.

No final do ano letivo realizar-se-á um espetáculo final, em que os alunos/as podem mostrar as competências adquiridas ao longo do curso. Esta apresentação formará um eixo de trabalho fundamental no qual se pretende desenvolver as qualidades e capacidades individuais de cada discente e do trabalho do coletivo na criação.

TEATRO

O teatro ajuda a desenvolver o trabalho de equipa e individual, sendo uma ferramenta para a compreensão do mundo que nos rodeia e uma ferramenta para a expressão e comunicação. Na variedade de contextos que oferece o âmbito específico do teatro, em todas as suas facetas de criação, os participantes experimentam as suas competências comunicativas tanto no plano linguístico (com textos dramáticos, narrações, contos, memorização, fonética e técnicas vocais), como sociolinguístico (elaboração de personagens, improvisação narrativa, expressão verbal, expressão corporal, interpretação e criação) e o pragmático (cenário, figurinos, adereços).

A improvisação teatral ajuda a canalizar a imaginação e a fomentar a liberdade expressiva da criança/jovem, aumentando a sua confiança e ajudando a socialização e comunicação que incentivam a tolerância para com os outros. A linguagem, a comunicação e a representação, são os conteúdos essenciais que são abordados com metodologias de trabalho específicas para a idade e para as particularidades individuais dos alunos. O trabalho técnico e o criativo são a amálgama em que o jogo dramático se produz, provocando o desenvolvimento afetivo, social e intelectual da criança/jovem.

OBJETIVOS GERAIS

 

  • Desenvolver a expressividade criativa

  • Adquirir domínio dos elementos dramáticos

  • Incorporar no jogo dramático as diversas técnicas cénicas

  • Interpretar cenas e improvisar situações imaginárias

  • Iniciar o role de espectador / ator

  • Representar pequenas obras teatrais para desenvolver a capacidade de comunicar e de se expor a um público

  • Participar nas diversas áreas que o teatro abrange para a realização dum espetáculo.

  • Possibilitar aos alunos expor as suas emoções e tensões, também o seu conhecimento do mundo e das pessoas, assim como a sua perceção da realidade

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

  • Representação de personagens

  • Representação de ações e movimento: atitude, estados de ânimo, sensações, imaginação

  • Controle do corpo no espaço e na relação com os outros.

  • Imaginação e espontaneidade

  • Improvisação

  • Estilização e presença em cena

  • Narração e comunicação

  • Desenvolvimento do pensamento e verbalização

  • Texto e dramaturgia

  • Comédia /tragédia

  • Teatro físico

  • Teatro musical

 

COMPETÊNCIAS

  • Assimilar da realidade, ao reviver a realidade nas suas representações.

  • A preparação e superação de situações e emoções.

  • Concentração e canalização da energia.

  • A expressão de pensamentos e sentimentos.

  • A expressão verbal, como instrumento de comunicação e de concretização de realidades.

  • A expressão corporal, como ferramenta de comunicação de sentimentos que não se podem transmitir unicamente com a verbalização.

  • A expressão plástica, através de máscaras, títeres e disfarces dirigidos a motivar, desinibir e incentivar a criatividade.

  • A expressão musical, como coordenadora do movimento, do som e da palavra. Ritmo e coordenação.

  • A expressão criativa, já que as crianças de forma espontânea vão elaborar os seus próprios diálogos, conforme surge na ação e na improvisação.

DANÇA

O movimento faz parte da vida quotidiana, está implícito em todas as acções que realizamos diariamente, mesmo de forma inconsciente. É assim que contactamos pela primeira vez com a Dança, algo de inato em todos nós, um modo de expressão que podemos explorar e desenvolver. Dançar não é só descobrir o nosso corpo, é descobrir o nosso estar, o que somos, o que sentimos.

A Dança é uma actividade mágica assente na energia humana, na vibração pura, envolvendo o pensamento a sensibilidade e o corpo no seu agir. O ensino da dança proporciona a aquisição de um vocabulário de movimento e de um modelo de referências espácio-temporais. O aluno/a descobre e toma consciência do seu corpo, consciência do movimento no espaço, e através de uma abordagem pluridisciplinar do movimento, desenvolve trabalho de improvisação, criativo, interpretativo e sensorial.

Esta aprendizagem está estruturada em três grandes eixos fundamentais:

 

Interpretação - Estimula o aluno/a a dançar tanto as suas criações como as de outros alunos ou do professor (o trabalho técnico e expressivo).

 

Composição - Estimula o aluno/a no sentido de ele ser autor/criador (o aluno deve pesquisar e explorar ideias de movimento, improvisar, seleccionar, depurar, etc.).

 

Apreciação - Estimula o aluno/a a saber apreciar (a observar, a reconhecer, a reflectir, a analisar e criticar o que observa).

OBJETIVOS GERAIS

 

  • Consciencialização do corpo e das suas capacidades

  • Consciencialização da postura, eixo, centro

  • Consciencialização do corpo como um todo, e do corpo enquanto objeto articulado

  • Desenvolver a organicidade e a coordenação motora

  • Explorar as várias técnicas de movimento

  • Explorar técnicas de relaxamento

  • Consciencialização da respiração

  • Noções rítmicas e dinâmicas

  • Promover a construção coreográfica

  • Desenvolver as capacidades de memória, organização e aplicação do material coreográfico com clareza

  • Desenvolver capacidades performativas, de improvisação e de composição coreográfica

  • Desenvolver a capacidade de criarem, executarem e apreciarem os seus trabalhos

  • Uso do processo de improvisação e pesquisa como início da descoberta autêntica e intencional do material a trabalhar

  • Estimular a capacidade de independência, autoconhecimento, competência crítica e analítica, comunicação, negociação e transmissão

  • Promover coneções entre a dança e outras formas de arte e novas tecnologias

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

 

Componentes da Dança

 

  • Centro/Eixo/Postura

  • Peso

  • Respiração

  • Foco

  • Relaxamento/Contração

  • Equilíbrio/Desequilíbrio

  • Forma

  • Energia/Qualidades de movimento

  • Espaço/Níveis/Direções

  • Ações

  • Dinâmica

  • Tempo/Ritmo

 

 

Composição Coreográfica

 

  • Macroestrutura (Estímulo coreográfico/Estrutura Coreográfica/Forma/Relação Movimento - outras formas de Arte)

  • Microestrutura (Áreas Temporais/ Áreas Espaciais/ Dinâmicas)

COMPETÊNCIAS

  • Domínio do centro do corpo e consciência do mesmo enquanto motor de todo o movimento

  • Reconhecer e explorar as capacidades adquiridas

  • Capacidade de cópia e execução

  • Domínio de várias técnicas de movimento

  • Capacidade de rápida aprendizagem de esquemas coreográficos

  • Capacidade de desenvolver ideias criativas e conceitos de movimento

  • Capacidades performativas e interpretativas

  • Comunicação clara e efetiva nas ideias de composição e seus conceitos

  • Reconhecerem e manipularem os Componentes da Dança

  • Capacidade de observação, análise, contextualização e crítica de trabalhos coreográficos

  • Conhecimento das responsabilidades enquanto artista perante outros colaboradores, intérpretes, músicos, técnicos, público, etc.

CANTO

O canto é uma atividade que desenvolve o corpo e a mente e que oferece benefícios de saúde às crianças e jovens que adquirem um maior conhecimento da respiração e do seu aparelho vocal. O canto desenvolve o raciocínio lógico, tal como a matemática, ajuda ao trabalho em equipa, a ouvir e ser ouvido, desenvolve a concentração, o ritmo e a harmonia, assim como estimula a responsabilidade e a sensibilidade. O canto e a música estimulam a comunicação em crianças e jovens tímidos como proporciona autoestima e confiança. Nesta área de formação, dotar-se-á aos alunos/as de conhecimento prático das ferramentas essenciais do trabalho vocal, o trabalho será articulado individualmente e em grupo com o objetivo de expandir e potenciar o aparelho vocal dos discentes. Sistematizar ao longo do curso diferentes parâmetros de avaliação vocal e exploração dos registos vocais para os potenciar.

 

OBJETIVOS GERAIS

 

  • Consciencializar a postura física e os diferentes tipos de respiração, as suas implicações no ato de cantar e no trabalho de texto e elocução.

  • Executar com destreza os diferentes tipos de respiração e âncoras de apoio físico-vocal e compreender as alterações que provocam na emissão vocal do canto e da fala.

  • Compreender a estrutura sintática e imagética do texto.

  • Executar com destreza a articulação do texto e a emissão do canto com a respiração e o apoio vocal.

 

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

  • Postura e Respiração: o alinhamento vertebral e os tipos de respiração.

  • Colocação e projeção da voz

  • Dinâmica e volume da voz

  • Controle respiratório e vocal

  • Improvisação sonora

  • Exercícios de dicção e articulação

  • A voz em movimento: o corpo e o canto em relação integrada

  • A voz em personagem

  • A voz cantada

  • A improvisação sonora

  • A vocalização: passagem da verbalidade à musicalidade e expressividade vocal

  • Canto: coro e solo

  • Exploração criativa do texto na voz e da voz cantada

 

 

COMPETÊNCIAS

  • Domínio diferenciado dos diferentes tipos de respiração conforme a postura e o alinhamento vertebral.

  • Domínio de competência e destreza na execução dos diferentes tipos de respiração e âncoras de apoio físico-vocal.

  • Capacidade de executar com destreza a articulação e produção sonora projetada do texto e da voz cantada, assim como a passagem duma para a outra.

  • Capacidade de emissão do canto

  • Conexão com o sentido expressivo do texto mediante a respiração e o apoio vocal.

LABORATÓRIO CRIATIVO

Todos os meses convidaremos um profissional das artes do espectáculo ou de outras áreas complementares que se apresentem como uma mais-valia para o desenvolvimento de outras linguagens e técnicas específicas, contribuindo para o enriquecimento do aluno/a. Algumas áreas que abordaremos:

 

OBJETIVOS GERAIS

  • Incentivar a pluridisciplinaridade

  • Ter contacto com diversos profissionais das áreas artísticas

  • Desenvolver competências em diversas técnicas e linguagens

  • Potenciar a comunicação em cena através de diferentes formas e métodos

 

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

  • Escrita Criativa

  • Mímica

  • Máscara

  • Vídeo e Novas tecnologias

  • Hip-hop

  • Jazz

  • Canto (repertório musical) /trabalho coral

  • Cenografia

  • Figurinos

  • Artes plásticas /Design /Fotografia – divulgação e documentação dum espetáculo

  • Luz/Som – espectáculo

 
 
 
 
 

CORPO DOCENTE

  • Coordenação e Direção Artística

    Susana Vidal

    Susana Vidal nasce em Córdoba, Espanha em 1975. Reside em Lisboa, Portugal desde
    1997.
    Encenadora, dramaturga, actriz, artista plástica e investigadora, que desde 1997 reside e
    trabalha em Lisboa, Portugal. Dirige a sua própria companhia B- Teatro desde 2011.
    Formada em Belas artes, Artes cénicas e Dança contemporânea em Espanha, Itália, França,
    Portugal e Brasil.


    Doutoranda em Artes pela Faculdade de Belas Artes da UCLM, Espanha.
    Licenciada em Artes pela Faculdade de Belas Artes da UCLM, Espanha.

    Carla Ribeiro

    Carla Ribeiro nasce em Lisboa em 1971. Inicia os seus estudos de dança Clássica e Moderna com Igor Ivanoff e Madalena Vitorino.

    É formada pela Escola Superior de Dança, no ramo de espectáculo, e realizou o Curso de Dança na Comunidade pelo Forum Dança. Na sua formação complementar trabalha com Carolyn Carlson, Ann Papoulis, Stephanie Skura e Mestre Noro.

    Enquanto intérprete destacam-se espectáculos realizados com a Olga Roriz Companhia de Dança, Susana Vidal, Ricardo Pais, Companhia Paulo Ribeiro, O Útero, A menina dos meus olhos, Pigeons International, Nuno Carinhas, Teatro O Bando, Paula Castro, Paula Massano, A Torneira, Bruno Cochat, João Lourenço, Fernanda Lapa, etc.

    Para além da sua actividade artística, lecciona Dança Contemporânea no Forum Dança e Dança Criativa no Colégio Cesário Verde.

  • Teatro

    André Amálio

    Artista, actor e encenador tem criado espetáculos à volta de temas como a identidade cultural e a história recente de Portugal, recentemente tem desenvolvido trabalho dentro da área de teatro documental. Bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. Formou-se enquanto actor e criador na ESTC e na Goldsmiths, University of London e e concluiu recentemente um doutoramento na University of Roehampton em Londres. Lecionou no curso de Teatro da ESAD e na HAMU (Faculdade de Artes Performativas de Praga). Participou em espetáculos dirigidos por Ajaykumar, Anna Furse, Antónia Terrinha, António Feio, Francisco Alves, Giacomo Scalisi, Joana Craveiro, João Brites, Lúcia Sigalho, Luis Castro, Madalena Vitorino, Marie-Gabrielle Rotie, entre outros. Fundou com Tereza Havlíčková a companhia HOTEL EUROPA para a qual criou os espetáculo PORTUGAL NÃO É UM PAÍS PEQUENO,  Passa-Porte e Libertação.

  • Dança

    Maria Radich

    Bailarina, coreógrafa e cantora, nasceu em Lisboa em 1975. Estudou na Escola Profissional de Artes e Ofícios do Espectáculo (Chapitô), na Escola Superior de Dança e no Forum Dança. Desde 1995 desenvolve trabalho em dança e teatro com vários criadores, entre os quais Diniz Sanchez, Mara Castilho, Ângela Ribeiro, Tiago Guedes, Inês Jacques, Maria João Garcia, Aldara Bizarro, Miguel Moreira e João Garcia Miguel.
    Na música destacam-se as participações na Poliploc Orquestra de Nuno Rebelo (1993/1995), no projecto musical OVO (2000/2006) e desde 2010 com os AbztraQt Sir Q. Tem igualmente participado em diversos concertos de música improvisada com, Vítor Joaquim, Francisco Janes, Ricardo A. Freitas, Paulo Galão, Genoveva Faísca, Ivan Franco, Paulo Curado, Carlos Santos, João Camões entre outros.

  • Canto

    Carla Simões

    Cantora Lírica profissional há cerca de quinze anos, divide a sua actividade entre a performance e o ensino do Canto e da Técnica Vocal, também para actores e outros profissionais da voz.

    Paralelamente à organização de workshops, masterclasses e oficinas de técnica vocal dirigidas a professores do ensino regular, coralistas e estudantes de canto, entre outros, Carla Simões dedica-se, desde 2009, ao ensino supletivo e articulado do Canto a crianças entre os 6 e os 18 anos.

    Articulando o acompanhamento de vários alunos a nível particular com a actividade docente nas Escolas: Música Ilimitada (Sassoeiros), Academia de Música de Óbidos, Academia Vocal do Coral Lisboa Cantat, etc., é, desde 2012, responsável pelo ensino, conteúdos programáticos e critérios de avaliação da disciplina de Canto – instrumento principal – no Ensino Articulado da Música para o 2º e 3º ciclos na Academia de Música de Alcobaça.

    É membro fundador do Projecto OperaTellers que tem por finalidade a sensibilização do público infanto-juvenil para o género operático e para a música vocal.

  • Laboratório Criativo

    Professores convidados

    Os professores para o Lab, serão convidados consoante as matérias que estejam a ser dadas no momento. Especialistas no fabrico de máscaras, ou cenógrafos, entre muitos outros, passarão pelo Lab, com o objetivo de ensinar, partilhar a sua experiência e ajudar na construção destas matérias.

CV - Colégio Cesário Verde

Tel: 21 945 75 90/1/2   /  geral@cesarioverde-ensino.pt 
Av. Infante D. Henrique, Lote 3091950-421 Lisboa

> Conheça a nossa Política de Privacidade