CV - Colégio Cesário Verde

Tel: 21 945 75 90/1/2   /  geral@cesarioverde-ensino.pt 
Av. Infante D. Henrique, Lote 3091950-421 Lisboa

> Conheça a nossa Política de Privacidade
LAB_ARTES PERFORMATIVAS

Teatro, Canto e Dança

Lab_Artes Performativas é um curso que contempla o Teatro, Canto e Dança para crianças e jovens. A nossa programação é direcionada a todos os que pretendam desenvolver as suas competências artísticas num ambiente lúdico e acolhedor. Os nossos professores são profissionais que desenvolvem a sua atividade trabalhando nas mais diversas áreas artísticas e que partilham com rigor técnicas, experiências e conhecimento.

Diferenciamo-nos pela oferta da disciplina de Laboratório Criativo, sempre com professores convidados ao longo do ano e onde os alunos/as podem experienciar outras áreas artísticas, complementares ao Teatro, Canto e Dança.

No final do ano letivo será  organizado um espectáculo com todos para ser apresentado à comunidade.

 

CURSO

GRUPOS E HORÁRIOS

As nossas aulas estão divididas em três grupos de diferentes faixas etárias que vão dos 4 aos 16 anos.

 

APRESENTAÇÃO

Este projeto nasce da vontade de criar um curso artístico com uma abordagem diferenciada. Apresenta-se como um espaço de criação artística onde se fundem três áreas fundamentais, o teatro, a dança e o canto, que serão a base de uma formação artística pluridisciplinar assente na experimentação de processos criativos direccionados para a construção cénica (realização de espectáculos). Queremos também incentivar neste curso o processo criativo, duma forma lúdica e laboratorial, e que nos permita desenvolver o potencial de cada aluno e do grupo.

A nossa programação é direcionada a todos os que procuram exercitar e desenvolver seu potencial criativo. Cada aluno pode beneficiar, de alguma forma, do LAB_ Artes Performativas. Podem juntar-se a nós porque gostariam de construir uma base sólida, para dar os primeiros passos num eventual percurso profissional ou para desbloquear os seus talentos, superar a sua timidez, aumentar a sua confiança ou alargar as suas componentes sociais. Queremos transmitir toda a alegria que as artes performativas possuem, aliadas aos benefícios que as crianças e jovens podem retirar destas aprendizagens.

Os nossos professores são profissionais que desenvolvem a sua atividade trabalhando nas mais diversas áreas artísticas e que partilham com rigor técnicas, experiências e conhecimento.

Para além do Teatro, da Dança e do Canto, temos como oferta suplementar uma disciplina que denominamos de Laboratório Criativo, sempre com professores convidados ao longo do ano e onde os alunos/as podem experienciar outras áreas artísticas complementares tais como Vídeo e Novas Tecnologias, Percussão, Hip-Hop, Dança Jazz, Máscara e Clown, Cenografia, Figurinos, Escrita, Improvisação, etc.

No final do ano letivo realizar-se-á um espetáculo final, em que os alunos/as podem mostrar as competências adquiridas ao longo do curso. Esta apresentação formará um eixo de trabalho fundamental no qual se pretende desenvolver as qualidades e capacidades individuais de cada discente e do trabalho do coletivo na criação.

TEATRO

O teatro ajuda a desenvolver o trabalho de equipa e individual, sendo uma ferramenta para a compreensão do mundo que nos rodeia e uma ferramenta para a expressão e comunicação. Na variedade de contextos que oferece o âmbito específico do teatro, em todas as suas facetas de criação, os participantes experimentam as suas competências comunicativas tanto no plano linguístico (com textos dramáticos, narrações, contos, memorização, fonética e técnicas vocais), como sociolinguístico (elaboração de personagens, improvisação narrativa, expressão verbal, expressão corporal, interpretação e criação) e o pragmático (cenário, figurinos, adereços).

A improvisação teatral ajuda a canalizar a imaginação e a fomentar a liberdade expressiva da criança/jovem, aumentando a sua confiança e ajudando a socialização e comunicação que incentivam a tolerância para com os outros. A linguagem, a comunicação e a representação, são os conteúdos essenciais que são abordados com metodologias de trabalho específicas para a idade e para as particularidades individuais dos alunos. O trabalho técnico e o criativo são a amálgama em que o jogo dramático se produz, provocando o desenvolvimento afetivo, social e intelectual da criança/jovem.

OBJETIVOS GERAIS

 

  • Desenvolver a expressividade criativa

  • Adquirir domínio dos elementos dramáticos

  • Incorporar no jogo dramático as diversas técnicas cénicas

  • Interpretar cenas e improvisar situações imaginárias

  • Iniciar o role de espectador / ator

  • Representar pequenas obras teatrais para desenvolver a capacidade de comunicar e de se expor a um público

  • Participar nas diversas áreas que o teatro abrange para a realização dum espetáculo.

  • Possibilitar aos alunos expor as suas emoções e tensões, também o seu conhecimento do mundo e das pessoas, assim como a sua perceção da realidade

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

  • Representação de personagens

  • Representação de ações e movimento: atitude, estados de ânimo, sensações, imaginação

  • Controle do corpo no espaço e na relação com os outros.

  • Imaginação e espontaneidade

  • Improvisação

  • Estilização e presença em cena

  • Narração e comunicação

  • Desenvolvimento do pensamento e verbalização

  • Texto e dramaturgia

  • Comédia /tragédia

  • Teatro físico

  • Teatro musical

 

COMPETÊNCIAS

  • Assimilar da realidade, ao reviver a realidade nas suas representações.

  • A preparação e superação de situações e emoções.

  • Concentração e canalização da energia.

  • A expressão de pensamentos e sentimentos.

  • A expressão verbal, como instrumento de comunicação e de concretização de realidades.

  • A expressão corporal, como ferramenta de comunicação de sentimentos que não se podem transmitir unicamente com a verbalização.

  • A expressão plástica, através de máscaras, títeres e disfarces dirigidos a motivar, desinibir e incentivar a criatividade.

  • A expressão musical, como coordenadora do movimento, do som e da palavra. Ritmo e coordenação.

  • A expressão criativa, já que as crianças de forma espontânea vão elaborar os seus próprios diálogos, conforme surge na ação e na improvisação.

DANÇA

O movimento faz parte da vida quotidiana, está implícito em todas as acções que realizamos diariamente, mesmo de forma inconsciente. É assim que contactamos pela primeira vez com a Dança, algo de inato em todos nós, um modo de expressão que podemos explorar e desenvolver. Dançar não é só descobrir o nosso corpo, é descobrir o nosso estar, o que somos, o que sentimos.

A Dança é uma actividade mágica assente na energia humana, na vibração pura, envolvendo o pensamento a sensibilidade e o corpo no seu agir. O ensino da dança proporciona a aquisição de um vocabulário de movimento e de um modelo de referências espácio-temporais. O aluno/a descobre e toma consciência do seu corpo, consciência do movimento no espaço, e através de uma abordagem pluridisciplinar do movimento, desenvolve trabalho de improvisação, criativo, interpretativo e sensorial.

Esta aprendizagem está estruturada em três grandes eixos fundamentais:

 

Interpretação - Estimula o aluno/a a dançar tanto as suas criações como as de outros alunos ou do professor (o trabalho técnico e expressivo).

 

Composição - Estimula o aluno/a no sentido de ele ser autor/criador (o aluno deve pesquisar e explorar ideias de movimento, improvisar, seleccionar, depurar, etc.).

 

Apreciação - Estimula o aluno/a a saber apreciar (a observar, a reconhecer, a reflectir, a analisar e criticar o que observa).

OBJETIVOS GERAIS

 

  • Consciencialização do corpo e das suas capacidades

  • Consciencialização da postura, eixo, centro

  • Consciencialização do corpo como um todo, e do corpo enquanto objeto articulado

  • Desenvolver a organicidade e a coordenação motora

  • Explorar as várias técnicas de movimento

  • Explorar técnicas de relaxamento

  • Consciencialização da respiração

  • Noções rítmicas e dinâmicas

  • Promover a construção coreográfica

  • Desenvolver as capacidades de memória, organização e aplicação do material coreográfico com clareza

  • Desenvolver capacidades performativas, de improvisação e de composição coreográfica

  • Desenvolver a capacidade de criarem, executarem e apreciarem os seus trabalhos

  • Uso do processo de improvisação e pesquisa como início da descoberta autêntica e intencional do material a trabalhar

  • Estimular a capacidade de independência, autoconhecimento, competência crítica e analítica, comunicação, negociação e transmissão

  • Promover coneções entre a dança e outras formas de arte e novas tecnologias

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

 

Componentes da Dança

 

  • Centro/Eixo/Postura

  • Peso

  • Respiração

  • Foco

  • Relaxamento/Contração

  • Equilíbrio/Desequilíbrio

  • Forma

  • Energia/Qualidades de movimento

  • Espaço/Níveis/Direções

  • Ações

  • Dinâmica

  • Tempo/Ritmo

 

 

Composição Coreográfica

 

  • Macroestrutura (Estímulo coreográfico/Estrutura Coreográfica/Forma/Relação Movimento - outras formas de Arte)

  • Microestrutura (Áreas Temporais/ Áreas Espaciais/ Dinâmicas)

COMPETÊNCIAS

  • Domínio do centro do corpo e consciência do mesmo enquanto motor de todo o movimento

  • Reconhecer e explorar as capacidades adquiridas

  • Capacidade de cópia e execução

  • Domínio de várias técnicas de movimento

  • Capacidade de rápida aprendizagem de esquemas coreográficos

  • Capacidade de desenvolver ideias criativas e conceitos de movimento

  • Capacidades performativas e interpretativas

  • Comunicação clara e efetiva nas ideias de composição e seus conceitos

  • Reconhecerem e manipularem os Componentes da Dança

  • Capacidade de observação, análise, contextualização e crítica de trabalhos coreográficos

  • Conhecimento das responsabilidades enquanto artista perante outros colaboradores, intérpretes, músicos, técnicos, público, etc.

CANTO

O canto é uma atividade que desenvolve o corpo e a mente e que oferece benefícios de saúde às crianças e jovens que adquirem um maior conhecimento da respiração e do seu aparelho vocal. O canto desenvolve o raciocínio lógico, tal como a matemática, ajuda ao trabalho em equipa, a ouvir e ser ouvido, desenvolve a concentração, o ritmo e a harmonia, assim como estimula a responsabilidade e a sensibilidade. O canto e a música estimulam a comunicação em crianças e jovens tímidos como proporciona autoestima e confiança. Nesta área de formação, dotar-se-á aos alunos/as de conhecimento prático das ferramentas essenciais do trabalho vocal, o trabalho será articulado individualmente e em grupo com o objetivo de expandir e potenciar o aparelho vocal dos discentes. Sistematizar ao longo do curso diferentes parâmetros de avaliação vocal e exploração dos registos vocais para os potenciar.

 

OBJETIVOS GERAIS

 

  • Consciencializar a postura física e os diferentes tipos de respiração, as suas implicações no ato de cantar e no trabalho de texto e elocução.

  • Executar com destreza os diferentes tipos de respiração e âncoras de apoio físico-vocal e compreender as alterações que provocam na emissão vocal do canto e da fala.

  • Compreender a estrutura sintática e imagética do texto.

  • Executar com destreza a articulação do texto e a emissão do canto com a respiração e o apoio vocal.

 

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

  • Postura e Respiração: o alinhamento vertebral e os tipos de respiração.

  • Colocação e projeção da voz

  • Dinâmica e volume da voz

  • Controle respiratório e vocal

  • Improvisação sonora

  • Exercícios de dicção e articulação

  • A voz em movimento: o corpo e o canto em relação integrada

  • A voz em personagem

  • A voz cantada

  • A improvisação sonora

  • A vocalização: passagem da verbalidade à musicalidade e expressividade vocal

  • Canto: coro e solo

  • Exploração criativa do texto na voz e da voz cantada

 

 

COMPETÊNCIAS

  • Domínio diferenciado dos diferentes tipos de respiração conforme a postura e o alinhamento vertebral.

  • Domínio de competência e destreza na execução dos diferentes tipos de respiração e âncoras de apoio físico-vocal.

  • Capacidade de executar com destreza a articulação e produção sonora projetada do texto e da voz cantada, assim como a passagem duma para a outra.

  • Capacidade de emissão do canto

  • Conexão com o sentido expressivo do texto mediante a respiração e o apoio vocal.

LABORATÓRIO CRIATIVO

Todos os meses convidaremos um profissional das artes do espectáculo ou de outras áreas complementares que se apresentem como uma mais-valia para o desenvolvimento de outras linguagens e técnicas específicas, contribuindo para o enriquecimento do aluno/a. Algumas áreas que abordaremos:

 

OBJETIVOS GERAIS

  • Incentivar a pluridisciplinaridade

  • Ter contacto com diversos profissionais das áreas artísticas

  • Desenvolver competências em diversas técnicas e linguagens

  • Potenciar a comunicação em cena através de diferentes formas e métodos

 

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

  • Escrita Criativa

  • Mímica

  • Máscara

  • Vídeo e Novas tecnologias

  • Hip-hop

  • Jazz

  • Canto (repertório musical) /trabalho coral

  • Cenografia

  • Figurinos

  • Artes plásticas /Design /Fotografia – divulgação e documentação dum espetáculo

  • Luz/Som – espectáculo

 
 
 
 
 

CORPO DOCENTE